Mãe e Filha morrem por Coronavírus em Campina Grande do Sul: Cidade já tem 3 óbitos

Mãe e filha, de 84 e 64 anos de idade, respectivamente, vieram a óbito nesta terça-feira (12), devido a complicações provocadas pela COVID-19. As duas eram moradoras na localidade da Jaguatirica, área rural de Campina Grane do Sul. Elas estavam internadas desde a semana passada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital Nossa Senhora do Rocio, na cidade de Campo Largo, local para onde por determinação do estado, são encaminhadas as pessoas com necessidade de internamento na Grande Curitiba, após detecção da doença.

Uma outra filha e irmã das vítimas, também moradora na Jaguatirica, está hospitalizada em estado grave, respirando com ajuda de ventilação mecânica. A mulher tem 58 anos de idade.

Ainda neste caso, o marido da paciente morta, de 64 anos, após exame realizado, testou positivo e encontra-se isolado em sua própria residência. O homem estava até poucos dias na região do Vale do Ribeira, onde trabalhava. A suspeita é de que ele tenha contraído lá o vírus e então, servido como vetor para familiares.

A nora do casal, uma jovem de 23 anos, moradora do Jardim Paulista, também teve comprovado o contágio com o vírus, mas sem manifestar a doença. Mesmo assim, ela permanece em absoluto distanciamento social em sua casa.

Em Campina Grande do Sul, o número de casos confirmados do novo coronavírus foi de sete para 11, em pouco mais de uma semana. Até o fechamento desta reportagem, a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), não havia atualizado os dados de seu boletim epidemiológico correspondentes a terça-feira (12).

Até então, o último caso de contaminação pelo novo coronavírus referia-se também a uma mulher. A moradora da Sede do município representa o primeiro registro da COVID-19 na região central da cidade. Segundo informações da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), a paciente encontra-se em isolamento domiciliar. Seu quadro de saúde já é considerado normal.

Anteriormente, outra paciente do sexo feminino, de 35 anos, residente no Ribeirão Grande, interior de Campina Grande do Sul, foi diagnosticada com o coronavírus. Ela encontra-se em isolamento domiciliar e passa bem. A paciente esteve internada no hospital Vita, em Curitiba, entre os dias 23 e 30 de abril.

ÓBITOS

Campina Grande do Sul já registra três óbitos provocados pela COVID-19. Além da mãe e filha moradoras na Jaguatirica, um homem de 84 anos de idade, morador do bairro Paiol da Baixo (Terra Boa), também localidade do interior da cidade, morreu há cerca de 15 dias, após permanecer em estado grave internado no hospital Nossa Senhora do Rocio por quase duas semanas.

O paciente possuía problemas cardiorrespiratórios e lutava contra um câncer. Condições que, por serem pré-existentes, fazem com que as chances de letalidade da COVID-19 sejam maiores.
Fonte: Bem Paraná

Postar um comentário

0 Comentários