Obras de escavação são concluídas e Av. Abel Scuissiato inicia nova etapa

Ao todo, dez regiões do município serão beneficiadas diretamente com a revitalização da Avenida




A Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Obras e Viação, tem realizado os serviços de reurbanização da nova Avenida Abel Scuissiato. As obras têm como finalidade aumentar a mobilidade urbana e melhorar tráfego de veículos para circulam diariamente pela região.

Os serviços, que já estão com 50% concluídos, conta com mais uma etapa finalizada – o processo de escavação foi concluído neste mês de abril. As ações avançam neste momento – para a colocação de Sub-Base, Base e Meio-fio -distribuídos em todo o trecho da Avenida. “Os trabalhos vão beneficiar tanto comerciantes quanto a população, além dos milhares de veículos que passam pelo local”, explicou o secretário de Obras e Viação, Agnaldo Santos.

Atualmente, acontece a relocação de postes de energia elétrica e a colocação de grama no canteiro central, além da aplicação de CBUQ (Concreto Betuminoso a Quente) em alguns pontos da via pública. “Por ser um local de grande movimento de ônibus, veículos, motocicletas e pedestres é necessário ter todo o cuidado com essa etapa”, enfatizou o secretário da pasta.

Sobre a obra

As obras de reurbanização e estruturação da Avenida Abel Scuissiato contam com um investimento de R$ 15 milhões e será contemplada com terraplenagem, regularização e compactação do subleito, Sub-base 4A, base de brita graduada, meio fio com sarjeta, drenagem de águas pluviais, revestimento de CBUQ, pintura de ligação, urbanização e sinalização.

Além da estrutura da via, as obras contarão com canteiro central, calçadas, estacionamento, rotatória, ciclo faixa, travessias elevadas, mobiliário urbano (bancos, lixeiras, abrigo de ônibus), paisagismo, iluminação de LED, espaço de convivência e eventos, entre outros.

Entre as regiões contempladas estão: Guarani, Planta Teixeira de Lara, Vila Petrópolis, Jardim Quitandinha, Jardim Alvorada, Campo Alto, Jardim Central, Jardim Abigail, Vila Miracema e Atuba.

Foto: Ilson L. de Jesus/ Ancelmo Mickus/ PMC