Ultimas Notícias

Apesar de ser eliminado na Argentina, Athlético volta como um dos maiores clubes brasileiro da atualidade.

Apesar de eliminado Athlético, joga como gigante e se coloca como um dos maiores clubes da atualidade, com um futebol moderno.


Na Bombonera, o Boca Juniors venceu o Athletico-PR por 2 a 0 e está nas quartas de final da Libertadores. O próximo adversário dos argentinos e a LDU, de Quito.

Precisando tirar a vantagem de um gol, o Athletico-PR tinha a obrigação de sair para o jogo e foi o que o clube paranaense fez.

O time argentino era cada vez mais senhor do jogo. O gol só não saiu, aos 12, porque o goleiro fez uma grande defesa em belo chute de Capaldo.

Os Xeneizes encaixavam um contra-ataque atrás do outro. O mais perigoso foi aos 17, quando Nandez recebeu dentro da área e chutou em cima de Márcio Azevedo.

Depois da pressão inicial, o Boca começou a tocar a bola administrar um pouco mais o jogo. Enquanto o Athletico-PR não conseguia criar nada.

A falta de ambição do Furação fez os Xeneizes voltarem a pressionar no final do primeiro tempo. Aos 37, Capaldo acertou linda cabeçada, mas Santos fez boa defesa. Só que a bola continuou viva e quase entrou, Leo Pereira salvou!

Só dava Boca. Aos 43, Ábila teve uma grande chance, mas perdeu gol incrível dentro da área. No minuto seguinte foi a vez de MacAllister em cabeçada, Santos fez grande defesa e salvou o Furacão de novo.

O segundo tempo começou com os dois times bastante cautelosos. Só que o tempo estava passando, o que era ruim para o Furacão. Mas tem um ditado que diz: Não existe nada tão ruim, que não possa ficar pior! E ficou!

O goleiro Andrada fez o lançamento, a bola foi em direção a Ábila, ele dominou, invadiu a área e fuzilou o goleiro Santos, 1 a 0 para o Boca, aos 11 minutos.

O Athletico-PR respondeu com Marco Ruben, em chute no canto. Andrada fez ótima defesa, aos 13.

O Boca não deixou por menos. Aos 17, Ábila dá passe açucarado para Zaraté que perde a chance de ampliar.

O Furacão tentava, mas encontrava brechas na defesa do Boca. Os Xeneizes foram lá no finalzinho e mataram o jogo. Salvio recebeu pela esquerda, limpou e fechou o caixão, 2 a 0. Boca classificado.

Nenhum comentário