Mulher confessa que matou e cortou penis de homem em Colombo não foi presa

O caso do homem encontrado com o pénis arrancado, no ultimo dia 14 de Julho, em Colombo, esta em investigação pela Polícia Civil. Na ultima quarta-feira (2), a ex-namorada da vítima foi até a delegacia e confessou o crime, afirmando que o o homem teria supostamente abusado de sua filha.

O corpo da vítima foi encontrado dentro da casa, localizada no Jardim das Graças, pelo vizinho, após outra moradora reclamar de um cheiro forte de gás no local. O homem afirmou que todas as bocas do fogão estavam ligadas e, que ao encontrar a vítima, percebeu que o órgão genital havia sido arrancado.

A ex foi até a Delegacia do Alto Maracanã nesta quarta-feira (2) e confessou o crime. Em depoimento, afirmou que tinha um relacionamento com a vítima, com quem morou durante algum tempo. No entanto, após algumas discussões, ela teria terminado o namoro e ido embora.

De acordo com a Polícia Civil, a mulher afirmou ter cometido o crime por conta de um abuso contra a filha mais nova, enteada da vítima. “A menina teria confessado o abuso à mãe, que resolveu ir até a residência da vítima tirar satisfação. O casal brigou e a mulher afirmou ter agredido o ex-namorado com uma martelada na cabeça. Assim que ele desmaiou, cortou o órgão genital e foi embora”, informou a assessoria.

A mulher não foi presa, pois não houve um flagrante. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.
 
Por Alisson Schneider

Postar um comentário

0 Comentários