Editorial: Colombo e seus aumentos de impostos maldosos


A cada aumento de imposto sentimos uma revolta e soltamos os cachorros nos políticos não pelo aumento de imposto e sí, mas pelas decadência do serviço ou estagnação. O povo cansou de ver aumentos e não ver retorno e isto o Brasil se tornou perito e exemplo de o que um país não deve fazer. 

Em Colombo vemos sempre que a cada aumento a oposição latreia aos quatro cantos a maldade que é feita para com o povo, que nossos governantes municipais tanto do executivo tanto como o do legislativo não tem dó e só pensam neles mesmo, isto é verdade? 

Não digo que seja mentira e nem que seja verdade, mas que um buraco muito mais em baixo, a oposição hoje no governo do ex-Prefeito J. Camargo foi situação e este discurso não era aplicado nas realidades do município, o executivo pintava e bordava, no P.A do maracanã não tinha médicos, cansei de eu mesmo ter que receber atendimento em Curitiba, pois aqui nada pela saúde era feita, na rua aonde cresci o mato tomava conta, mas mesmo sem saúde os impostos eram cobrados e não era revertido para comunidade . Já no governo Beti Pavin os impostos aumentaram, mas hoje tem médicos nas unidades de saúde e não fico sem atendimento, na mesma rua que cresci o problema com mato continuam, mas menos do que era, Será que a prefeita Beti e os vereadores fazem tanto mal assim e cobrar mais impostos? 

Eu acho que não o que eles fazem de mal é em não aumentar o retorno em investimentos (Beti Pavin investe muito mais que o ex prefeito e negar isto é discursar só por birra). Um problema que é da cultura política brasileira, que deve ser revisada não pelo político mas sim por nós que os elegemos, quando nos posicionarmos como povo entendermos que "Todo poder emana do povo" e que a constituição não deve ser somente um livrinho a mais, vamos ter a classe política que de fato represente o interesse do povo e não terá problema nenhum aumentar impostos, pois será aumentado o retorno nas cidades.

Alisson Schneider

Postar um comentário

0 Comentários